Dica de Leitura #6 - O guardião de Memórias

Título: O Guardião de Memórias
Autor: Kim Edwards
Editora: Sextante



Resenha: Dr. David Henry estava eufórico, urgência e alegria se misturavam. Ele seria pai e estava prestes a realizar o parto de seus filhos gêmeos. Era inverno de 1964, e o céu já deixava um aviso em forma de tempestade. Um temporal abalaria a vida de David.

    Naquela noite o médico não teve outra alternativa, senão dar início ele mesmo ao parto de sua esposa, Norah. Arregaçou as mangas e, auxiliado pela carismática enfermeira Caroline Gil, David ajudou Norah a dar à luz um menino e uma menina.
    Dr. Henry, ao segurar a filha nos braços, nota traços típicos no rosto do bebê. A menina tinha síndrome de Down. De todas as reações imagináveis, o médico escolheu a pior. Não chorou, não sorriu. Silenciosamente, sem que sua esposa soubesse, David entregou a filha para a enfermeira e pediu que entregasse a criança para adoção. Um impulso movido pela nostalgia de um pai confuso prometia assombrar a família pelos próximos anos a partir daquela crucial decisão do médico. Para Norah, sua bebezinha não tinha sobrevivido. Para David, seria um embaraço à sua consciência daquele momento em diante. Para Caroline Gil, a oportunidade de ter uma família.

    Na medida em que os anos se passavam, o vazio deixado pela filha de David parecia crescer entre o casal. Paul, o filho supostamente único, foi colocado entra as muralahs que saparavam a família do casal. A história de Paul inicia-se confusa, com um relacionamento difícil com o pai e o desejo crescente em ser músico. Não havia nenhum presságio que prometia melhoras para a família do médico.
    Em contrapartida, Caroline Gil, incapaz de abandonar um bebê, acaba aprendendo como é difícil criar uma criança com Síndrome de Down, mas descobre, também, como o simples sorriso de Phoebe - a filha abandonada - faz vale a pena todo o esforço exigido da enfermeira e mãe inexperiente.

    Davis era talentoso com fotografia e, com o tempo, criou sua própria câmara escura, onde guardava as mémórias, apreciava sua arte e fugia do fantasma de Phoebe. Durante algum tempo essa manobra pareceu funcionar, mas, depois, a câmara escura tornou-se mais um mausoléu para esconder o segredo de David, em um envelope, dentro da pequena geladeira.
    Norah, enquanto isso, aprendia a amar outros homens - homens que não perdiam tempo escondendo-se atrás de uma máquina fotográfica para manter segredos ainda mais dolorosos que uma traição.
    Caroline Gil lutou por sua filha, deu à Phoebe tudo o que poderia dar, tomou as dores da criança doente e armou-se contra qualquer um que se aproximasse da sua menina. Era o medo de perder uma filha que, na verdade, não deveria ser sua.

Os personagens são humanos, falhos; eles amam, e odeiam, mentem e se entregam às verdades. Eles são pessoas prováveis, talvez tenham um pouco de nós, ou um pouco das pessoas com quem convivemos. Poderia ser a história do seu vizinho que, sorridente, esconde um segredo, ou aquela família do outro lado da rua que guarda seus dramas entre as quatro paredes... Uma história que poderia ter sido verdadeira.

    Com música, traições, mentiras e tensão, O Guardião de Memórias traz um romance emocionante. Numa história em que o "final feliz" ganha outro significado, Kim Edwards mostra que romances não precisam terminar em salões de festas e brindes calorosos ou em funerais e discursos dramáticas. Às vezes, a realidade é bem mais convincente. Para Paul e Phoebe, dois irmãos separados ainda no leito, talvez tenha sido um bom final.

 
    O Guardião de Memórias foi um livro que me cativou, pela estrutura de seus personagens. Tão humanos e sujeitos a erros e pecados terríveis, a trama envolve o leitor do início ao fim. A simpatia por Phoebe e Caroline Gil, a persistência estúpida de David e os sonhos rebeldes de Paul... Sao segredos que merecem ser desvendados. Uma leitura recomendadíssima.

O livro ganhou adaptação para filme em 2008, o que já era esperado, pois a história era uma verdadeira obra de potencial cinematográfico.

Grande abraço, fiquem na Paz!=D